Periodontia

Por definição acadêmica, Periodontia é a especialidade odontológica responsável por cuidar dos tecidos de suporte (osso) e proteção (gengiva ) que se encontram ao redor dos dentes .

Atualmente, porém, podemos entender que Periodontia se orienta em duas grandes áreas de atuação. Uma primeira área de atuação é a Periodontia Estética onde pacientes controlados, em ausência de doença periodontal são submetidos a procedimentos cirúrgicos ressectivos e ou regenerativos para melhora o seu padrão estético. Normalmente, esses pacientes estão inseridos num contexto maior de um Tratamento Reabilitador.

A segunda área de atuação, sua essência original, se direcionada ao tratamento das doenças periodontais com enfoque em suas correlações e comprometimentos sistêmicos. Muitos profissionais acabam se referindo a esta orientação de tratamento como Medicina Periodontal.

Doença Periodontal

Doença periodontal ou Periodontite é entendida como uma doença inflamatória crônica de origem infecciosa.

As doenças periodontais são um grupo de doenças que afetam os tecidos que dão ancoragem aos dentes. Deixada sem tratamento, a doença periodontal resulta na destruição da gengiva, osso alveolar (osso onde se inserem os dentes) ligamento periodontal (tecido rico em fibras de colágeno) e cemento (tecido conjuntivo mineralizado).

Algumas condições médicas ( avc , diabetes, infarto, doenças renais, doenças respiratórias, doenças gástricas) estão intimamente correlacionadas com a periodontite.

Causas e Sintomas

A doença periodontal ocorre devido ao acúmulo de biofilme dental / bacteriano, antigamente chamado de placa bacteriana, sobre os dentes. Este biofilme, cada vez mais, vai penetrando no espaço entre dente e gengiva (sulco gengival), as bactérias ali se estabelecem e entram na corrente sanguínea. A partir deste momento, estas bactérias desencadearão um processo inflamatório que afeta não só os dentes, mas o organismo todo.

A remoção das bactérias correlaciona-se com a redução ou eliminação da doença.

Os mecanismos pelos quais bactérias da bolsa periodontal causam destruição tecidual na região circundante estão sendo muito estudados. Vários produtos bacterianos que difundem através do tecido no sangue são corresponsáveis na formação da doença. Endotoxina bacteriana é uma toxina produzida por algumas bactérias que podem matar células. Estudos mostram que a quantidade de endotoxinas presentes se correlaciona com a severidade da doença periodontal. Outros produtos bacterianos incluem enzimas proteolíticas, moléculas que digerem a proteína encontrada nas células, causando a destruição celular. A resposta imune (células de defesa do organismo) também tem sido implicada na destruição do tecido. Como parte da resposta imune normal, células brancas do sangue nas regiões de inflamação destroem as bactérias. No processo de destruir bactérias, tecido periodontal também é destruído.

Formas de Manifestação da Doença

A gengivite é a inflamação, flacidez e sangramento da gengiva . Geralmente resulta da higiene oral pobre, deficiente ou mal orientada do tecido gengival. A adequada escovação dos dentes e uso de fio dental diminui o acúmulo de biofilme dental. A bactéria responsável por causar gengivite reside no biofilme. O biofilme é uma película pegajosa aderida fortemente ao dente que é composta em grande parte por bactérias. Cálculo dental é a biofilme que endureceu. Biofilme dental pode se transformar em cálculo em menos de três dias se não for removido.

A gengivite pode ser agravada pelos hormônios e às vezes se torna pior temporariamente durante a gravidez, puberdade, e quando o paciente está tomando pílulas anticoncepcionais. Curiosamente, alguns medicamentos utilizados para tratar outras condições médicas podem causar um crescimento excessivo do tecido gengival que pode resultar em gengivite porque a placa bacteriana acumula-se mais facilmente. Drogas associadas com esta condição são: fenitoína, usada para tratar crises epiléticas; ciclosporina, dada a pacientes de transplante de órgão para reduzir a probabilidade de rejeição de órgãos; e bloqueadores de cálcio, usados para tratar várias condições diferentes de coração. Escorbuto, deficiência de vitamina C e pelagra, deficiência de niacina, também podem levar ao sangramento gengival e gengivite.

Os sintomas iniciais de periodontite são sangramento, supuração, mobilidade dos dentes ,inflamação nas gengivas e mau hálito. Periodontites evoluem a partir dos casos de gengivite. Uma característica da periodontite é que a dor geralmente não se desenvolve até que se tenha estágios mais severos da doença, quando solta um dente ou uma forma de abscesso.

Diagnóstico e Tratamento

Diagnóstico é feito pela observação clínica, frequente e minuciosa dos tecidos por um Periodontista, um dentista especialista, associados a exames de imagem e a exame laboratoriais (sangue).

O tratamento dessas condições incluem desde consultas clínicas de orientação e motivação, quanto procedimentos cirúrgicos simples a cirúrgicos mais complexos incluindo técnicas regenerativas